ECMO - ECLS Assistência Cardiopulmonar Extracorpórea Prolongada.

ECMO-ECLS - Blog

Sábado - 11 Março, 2017
A oxigenação pelo emprego de membranas extracorpóreas ( ECMO ) é a forma mais comum de oferecer suporte cardíaco para a insuficiência cardíaca após cirurgia cardíaca em crianças. Embora os seus benefícios tenham sido criteriosamente avaliados em lactentes com peso superior a 3 kg, análises semelhantes não são conhecidas em recém-nascidos de baixo peso. Bhat e colaboradores elaboraram o presente estudo com pacientes de um único centro e investigaram os resultados e os riscos para a pobre sobrevida entre crianças com peso inferior a 3kg.
Os autores realizaram uma revisão retrospectiva de lactentes de 3 kg ou menos que necessitaram de apoio pela ECMO após cardiotomia (1 de Janeiro de 1999 a 31 de Dezembro de 2010). O ponto final do estudo foi a sobrevida de 30 dias após a decanulação. Os fatores analisados ​​para ...   Leia mais...
Domingo - 5 Março, 2017
É sempre interessante e ilustrativo o estudo de experiências com os primeiros casos atendidos em serviços que recentemente passaram a oferecer o recurso da ECMO aos pacientes admitidos com necessidade de suporte cardiopulmonar prolongado. Kuok CM e colaboradores de Taiwan (Formosa) publicaram recentemente os seus primeiros resultados com a aplicação da ECMO em neonatos atendidos em sua instituição.

A ECMO foi usada em neonatos com falência cardiopulmonar severa que não responderam favoravelmente à terapia convencional. Os autores iniciaram sua experiência com a aplicação da ECMO veno-arterial através os vasos cervicais, à partir do ano 2.000. Relatam seus resultados com os neonatos que receberam suporte com a ECMO para a insuficiência cardíaca e pulmonar severas e avaliam os resultados obtidos.

Foram estudados os pacientes atendidos entre ...   Leia mais...
Quinta-feira - 2 Março, 2017
Apesar dos grandes progressos obtidos com a revascularização coronária e o amplo uso de intervenções percutâneas para a colocação de “stents”, o choque cardiogênico como uma complicação do infarto agudo do miocárdio com elevação do segmento ST ainda se acompanha de elevados índices de mortalidade. O tratamento conservador com a administração de catecolaminas provoca, com alguma frequência, arritmias que podem ser de difícil controle, além de aumentar o consumo de oxigênio do miocárdio e prover inadequado suporte circulatório. Estas circunstâncias têm orientado os intensivistas a usar uma conduta mais invasiva nesse grupo de pacientes. Dentre essas condutas destaca-se o emprego da ECMO veno-arterial, entre outras modalidades de assistência cardiopulmonar extracorpórea prolongada. Os resultados ...   Leia mais...
Quinta-feira - 23 Fevereiro, 2017
O grande progresso das técnicas da circulação extracorpórea convencional possibilitou a aplicação dessa tecnologia fora do ambiente da cirurgia cardíaca, com as adaptações necessárias à finalidade desejada. Nos dias atuais, a grande maioria dos hospitais modernos terciários, não raramente, faz uso de uma modalidade ou de uma variante da circulação extracorpórea em especialidades cirúrgicas diferentes da cirurgia cardíaca ou cardiovascular. De um modo geral, essas variantes da circulação extracorpórea convencional são também utilizadas nas unidades de hemodinâmica, nos ambientes de terapia intensiva e nas unidades de emergência, para citar apenas algumas dessas aplicações independentes da cirurgia cardiovascular. A ECMO e a ECLS são modificações importantes da ...   Leia mais...
Quinta-feira - 16 Fevereiro, 2017
A aspiração de mecônio é a causa mais frequente de insuficiência respiratória aguda no período neonatal. A maioria dos neonatos que apresentam dificuldades respiratórias em consequência da aspiração de mecônio responde satisfatoriamente ao tratamento convencional, que consiste essencialmente nas diversas modalidades de ventilação controlada por respiradores mecânicos com misturas gasosas ricas em oxigênio.

Os principais aspectos da terapia da insuficiência respiratória aguda do recém nascido repousam nos seguintes pilares:

1. Prevenir a hipóxia e a acidose, para permitir a manutenção do metabolismo normal dos tecidos, otimizar a produção de surfactante e prevenir o shunt pulmonar da direita para a esquerda.
2. Otimizar a administração de ...
  Leia mais...
Domingo - 29 Janeiro, 2017
As primeiras tentativas de ministrar suporte respiratório a lactentes foram publicadas por Rashkind, Dorson e White, que não obtiveram sucesso com o método.
Coube a Hill, O'Brien e colaboradores, em 1972, a primeira aplicação da técnica com sucesso, em um paciente jovem, vítima de um acidente de motocicleta em que sofreu rotura da aorta e outras múltiplas injúrias, na cidade de Santa Bárbara, na California. Hill e sua equipe transportaram o equipamento para a ECMO até Santa Bárbara e mantiveram o paciente em suporte venoarterial por três dias.
Outros pesquisadores procuraram obter o mesmo resultado com diversos métodos, porém, coube a Robert Bartlett, em 1974, o primeiro sucesso com o suporte neonatal para tratamento da insuficiência respiratória avançada. Nessa época, uma gestante mexicana atravessou a fronteira com os Estados Unidos ...   Leia mais...